ANA DIAS BATISTA

Rodapé, 2018

Áudio-instalação em 4 canais

Quatro caixas acústicas posicionadas nas quinas de uma sala vazia, localizada no último andar do museu, reproduzem sons provocados pelo deslocamento de pessoas na própria sala, como rangidos e passos no piso de madeira, gravados do andar de baixo.

"Ana Dias Batista – Chão comum", curadoria de Fernanda Pitta, Pinacoteca, São Paulo, 2018